Estudo destaca que benefícios são fatores decisivos na troca de emprego – Empreenda

Por

A Importância dos Benefícios Corporativos para a Saúde Financeira dos Colaboradores

Segundo a pesquisa “Radar da Saúde Financeira” realizada pela Onze, uma fintech especializada em saúde financeira e previdência privada corporativa, o conjunto de benefícios oferecido por uma empresa é um fator-chave para a decisão dos profissionais em aceitarem ou não uma oferta de emprego. Cerca de metade dos trabalhadores no Brasil consideram crucial a presença de um programa de gestão financeira entre os serviços disponibilizados pelas empresas.

O estudo buscou analisar a percepção de Recursos Humanos e colaboradores em relação ao impacto da saúde financeira como um benefício corporativo. Para isso, foram ouvidos 3.671 profissionais de RH e 3.485 trabalhadores em todo o país. Os resultados demonstraram que a satisfação dos colaboradores que recebem benefícios corporativos é significativamente maior em comparação com aqueles que não recebem. Por exemplo, no caso da previdência privada, 81% dos colaboradores que possuem esse benefício relataram sentir-se satisfeitos, enquanto 13% estão insatisfeitos e 6% permanecem neutros.

Ao serem questionados sobre a importância dos benefícios corporativos financeiros, 78% dos entrevistados afirmaram que considerariam trocar de emprego por uma empresa que se preocupa com sua saúde financeira, sendo que 87% relataram que suas empresas não realizaram pesquisas recentes sobre as preferências dos colaboradores em relação aos benefícios corporativos.

Enviar pelo WhatsApp compartilhe no WhatsApp

A pesquisa evidenciou que 48% dos trabalhadores têm maior interesse em um programa abrangente de gestão financeira nas empresas, enquanto 28,3% preferem a previdência privada e 20,17% dão prioridade à saúde financeira. Além disso, 90% dos profissionais de RH entrevistados consideram essencial a inclusão de benefícios financeiros no cuidado com os funcionários, porém apenas 9% das empresas planejam implementá-los até 2024.

O estudo também apontou que quanto maior a empresa em termos de número de colaboradores, maior é a oferta de benefícios financeiros e o comprometimento com o bem-estar financeiro dos talentos.

Para Ranses Bonora, diretor comercial da Onze, as decisões das empresas em relação aos benefícios corporativos devem considerar as tendências do mercado em termos de benefícios financeiros mais demandados e oferecidos.

Por fim, o texto destaca os setores que mais investem em saúde financeira e previdência privada para os colaboradores, com destaque para as empresas de TI, comunicação e marketing, agro, engenharia e indústria geral, que lideram nesses aspectos de cuidado com o bem-estar financeiro de seus colaboradores.

📂 Informações Diária