O que é Espólio e como declará-lo no Imposto de Renda?

Por

Declarar o Imposto de Renda no Brasil é uma tarefa que frequentemente gera dúvidas entre os contribuintes, e quando se trata de pessoas falecidas, a situação pode se tornar ainda mais complexa.

Compreendendo o que é espólio

Espólio consiste em todos os bens e ativos deixados por alguém que veio a falecer, os quais serão divididos entre os herdeiros por meio do processo de inventário. São os recursos que a pessoa deixou após o seu falecimento.

Diferença entre espólio e herança

Enquanto a herança engloba tudo o que resta após a morte, incluindo bens, dívidas e pendências financeiras, o espólio faz parte desse conjunto menor, sendo parte integrante da herança como um todo.

Responsabilidade pela administração do espólio

O processo de espólio pode se estender por meses ou até anos e requer a presença de um representante legal durante todo esse período. É importante identificar quem está apto a representar o espólio nesse contexto.

Administrador provisório: Esta pessoa, que pode ser alguém próximo ao falecido, não necessita de formação específica, mas precisa prestar contas sobre a gestão dos bens herdados.
Inventariante: É escolhido pelos herdeiros após a abertura do inventário, geralmente em acordo, ou seguindo uma linha de sucessão estabelecida por lei.

Declarando o espólio no Imposto de Renda

Caso a pessoa falecida possua bens passíveis de partilha, a declaração de espólio deve ser realizada anualmente pelo inventariante até a conclusão do processo. Existem três momentos-chave para essa declaração:

Enviar pelo WhatsApp compartilhe no WhatsApp

Declaração Inicial de espólio: Feita no ano subsequente ao falecimento para reportar os bens e rendimentos do espólio.
Declaração intermediária de espólio: Emitida nos anos seguintes, caso a partilha ainda não tenha sido concluída.
Declaração final de espólio: Essencial após a finalização do inventário, evidenciando a partilha dos bens e herdeiros envolvidos.

Além disso, desde 2021, é possível fazer uma declaração de sobrepartilha para incluir bens que foram inadvertidamente omitidos no processo original.

Recebendo a Restituição do IR na conta PagBank

Ao efetuar a declaração do Imposto de Renda, é possível indicar uma conta para receber a restituição, desde que o CPF esteja cadastrado como chave no PagBank. Siga as orientações abaixo para garantir o recebimento correto:

1. Certifique-se de ter seu CPF cadastrado como chave Pix do PagBank.
2. Verifique a previsão de restituição no campo dedicado.
3. Selecione a opção correspondente à sua situação e prossiga para a entrega da declaração.
4. Escolha a opção de conta Pix e associe o seu CPF.
5. Ao optar pelo recebimento via Pix, sua restituição será processada mais rapidamente.

Agendamento das Restituições do IR 2024

O pagamento da restituição do Imposto de Renda em 2024 será dividido em cinco lotes, iniciando em maio. Certifique-se de estar preparado para receber o valor devido e agilize o processo de restituição através do Pix.

Esteja atento às atualizações e orientações específicas para garantir uma declaração correta e oportuna de sua situação fiscal. Se necessitar de mais assistência, não hesite em buscar orientação especializada.

📂 Informações Diária