O que é e como investir no Tesouro Direto

Por

O Tesouro Direto: conheça os títulos e como investir

O que é Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é um programa criado pelo Tesouro Nacional em parceria com a B3, a bolsa de valores brasileira. Seu objetivo é permitir que pessoas físicas comprem títulos públicos federais de forma simples e com valores que cabem no bolso da grande maioria da população.

Os títulos públicos federais são como empréstimos que você faz ao governo, ajudando na captação de recursos para financiar atividades como saúde, educação e infraestrutura.

As opções de títulos são vendidas em várias modalidades, com prazos e taxas de rendimento distintas, oferecendo sempre uma opção que se encaixa ao perfil do investidor.

Quais as principais características do Tesouro Direto?

A principal característica do Tesouro Direto é sua acessibilidade, sendo possível começar a investir com valores entre 30 e 50 reais. Além disso, a liquidez diária garante a possibilidade de vender os títulos a qualquer momento e receber um valor proporcional aos dias em que o dinheiro ficou aplicado.

O risco é baixo, já que você está emprestando dinheiro ao Governo Federal, e há uma variedade de opções tanto para o cálculo de rentabilidade quanto em relação aos prazos.

O Tesouro Direto é considerado o investimento mais seguro do país, garantindo rendimentos atrelados a índices como o IPCA+ e a taxa Selic.

Conhecendo os títulos do Tesouro Direto

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um título público com rentabilidade calculada com base na taxa Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira. Ele é considerado o título mais conservador do Tesouro Direto, indicado para quem busca uma alternativa à poupança ou necessita de liquidez diária.

Tesouro Prefixado

O Tesouro Prefixado é um título com rentabilidade definida no momento da compra. Oferece segurança em momentos de alta inflação ou de taxas de juros elevadas.

Tesouro IPCA+

O Tesouro IPCA+ é um título que oferece ao investidor uma rentabilidade composta, garantindo ganho real, superando a inflação. No entanto, é necessário manter a aplicação até o vencimento para obter esse benefício.

Tesouro Educa+

O Tesouro Educa+ é uma modalidade voltada para custear a educação futura de seus filhos, garantindo uma renda mensal durante seu período de formação.

Tesouro RendaA+

O Tesouro RendA+ é destinado para aposentadoria, com foco no planejamento financeiro a longo prazo e preservação do poder de compra.

Enviar pelo WhatsApp compartilhe no WhatsApp

Benefícios do Tesouro Direto

Investir no Tesouro Direto pode ser uma boa escolha para quem busca um portfólio diversificado e seguro. As principais vantagens do tesouro direto são: segurança, rentabilidade garantida e liquidez.

Afinal, o Tesouro Direto é um investimento seguro?

Sim, o Tesouro Direto é considerado um dos investimentos mais seguros do mercado. Os títulos públicos são garantidos pelo Tesouro Nacional, praticamente eliminando o risco de calote.

Quais são os riscos do Tesouro Direto?

O Tesouro Direto oferece bastante segurança, porém, é importante mencionar que todo investimento tem riscos. É possível perder dinheiro ao vender antes do vencimento devido à marcação a mercado. No entanto, se o investidor mantiver o título até o seu vencimento, receberá o valor acordado no momento da compra, independente das oscilações.

Regras e especificações para investir no Tesouro Direto

Taxas e custos

O Tesouro Direto conta com taxa de custódia e algumas corretoras podem cobrar uma taxa de administração, além do Imposto de Renda e do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Valor mínimo

É possível começar a investir a partir de 30 reais, tornando o Tesouro Direto uma opção acessível para quem está começando no mundo dos investimentos.

Tributação

O Tesouro Direto possui uma tributação regressiva sobre o Imposto de Renda e alíquotas que variam de acordo com o prazo do investimento.

Garantia

O Tesouro Direto é considerado um dos investimentos mais seguros graças à garantia do Tesouro Nacional, cujo risco de calote é praticamente nulo.

É preciso declarar o Tesouro Direto no Imposto de Renda?

Sim, é necessário informar os investimentos no Tesouro Direto na sua declaração de Imposto de Renda, mesmo que os rendimentos só sejam tributados no momento do resgate.

Vale a pena investir no Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é uma excelente opção para quem busca segurança e rentabilidade em seus investimentos, com diferentes títulos disponíveis conforme o perfil e objetivos financeiros.

Encontrando o título ideal para você

O título ideal estará diretamente relacionado aos seus objetivos. O que você quer, o que pensa para a sua vida, é o que deve determinar a escolha do seu investimento.

Invista no Tesouro Direto com o PagBank, é fácil e rápido!

O PagBank oferece acesso aos principais títulos do governo a um toque de distância. Com apenas alguns cliques, é possível escolher o título ideal, acompanhar sua rentabilidade e realizar resgates.

  1. Abra o app PagBank;
  2. Na aba Investimentos, clique em Aplicar meu dinheiro;
  3. Agora, selecione Tesouro Direto;
  4. Você terá a lista de investimentos que pode realizar;
  5. Escolha o que melhor se encaixa ao seu perfil e vá em Investir.
  6. Pronto!

📂 Informações Diária